Covid-19: Hospital Regional em Altamira já tem 75% dos leitos ocupados

Cerca de 35 movimentos sociais e organizações da sociedade civil de Altamira, sudoeste paraense, se uniram e organizaram uma campanha que visa o enfrentamento da segunda onda de covid-19 no município.

De acordo com o grupo, o Hospital Regional Público da Transamazônica, que é referência no tratamento da doença em Altamira e outros nove municípios, já atingiu 75% da taxa de ocupação dos leitos. A informação foi divulgada no domingo, 31, segundo dados da Secretarias Municipais de Saúde da Região do Xingu e Secretaria de Saúde Pública do Pará. 

Atualmente, a região tem 332 mortes e 17,2 mil casos de covid-19 confirmados, que também aparece como referência no atendimento de indígenas e ribeirinhos de 11 Terras Indígenas (TI) e sete Unidades de Conservação.

“Não ficaremos parados enquanto vemos o horror se instalar. Não podemos seguir o exemplo de outras cidades onde, infelizmente, a doença tem matado por falta de oxigênio na rede hospitalar”, diz o manifesto.

Ainda de acordo com o documento, entre os dias 4 de dezembro e 29 janeiro os casos aumentaram em 36% e, no último domingo, 31, foram registrados 18 casos e três óbitos pela doença.

Segundo os organizadores da campanha “Respira Xingu”, o objetivo da mesma é pressionar o poder público a implementar medidas efetivas de contenção do vírus e, receber doações e promover ações de conscientização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui