Edmilson respira sem aparelhos, mas segue sem previsão de alta

Durante a coletiva a equipe ressaltou que o prefeito chegou ao hospital com uma complicação da Covid-19. E que chegou à unidade de saúde com um coágulo na panturilha, o que ocasionou uma trombose, havendo necessidade de uma dosagem maior de anticoagulantes, provocando uma hemorragia na caixa toráxica.  A cirurgia de emergência, onde foi feita uma drenagem e limpeza da área, durou cerca de 50 minutos e foi realizada com sucesso.

Os médicos destacaram que o prefeito respira sem auxilio de aparelhos, está consciente e com os sinais vitais como pressão, temperatura, frequência cardíaca estáveis. Após as 48 horas do pós-cirúrgico, Edmilson iniciará o tratamento de reabilitação.

Ainda não há uma data definida para alta do prefeito. Quanto a possíveis sequelas, a equipe ressaltou que ainda não é possível afirmar se haverá algum tipo de ocorrência, mas que os médicos têm atuado para que não haja qualquer registro de sequelas.

Fonte: Roma News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui