Lateral comenta briga por titularidade com Collaço: ‘Disputa sadia’

Entre todas as chegadas e saídas do Paysandu Sport Club, uma posição tem jogadores garantidos para temporda de 2021. Na lateral-esquerda, o Papão conta com Bruno Collaço e Diego Matos. Dois atletas que contam com o apoio da torcida. 

Com Collaço largando na frente pela titularidade nas últimas duas temporadas, Diego Matos aparece correndo por fora, com bons números nas últimas temporadas. Formado nas categorias de base do Papão, Diego tem tido cada vez mais oportunidades. “A temporada passada foi boa, em relação aos outros anos. Eu tive uma maior sequência de jogos. 2018 fiz 8 jogos, 2019 fiz 16, temporada passada diz 26 jogos, foi uma temporada boa e bem produtiva. E a cada temporada que inicia todo mundo começa do zero, ainda mais com novo treinador chegando. A chance de se firmar ainda mais na equipe do Paysandu”, disse.

Sobre a concorrência com Bruno Collaço, Diego garante que é uma boa disputa. “A gente vai para o terceiro ano em uma disputa sadia, onde em um tempo ele joga, no outro eu jogo. A gente preza muito pelo respeito. Eu tenho respeito imenso por ele. Pela pessoa que ele é dentro e fora de campo. Um jogador com currículo bastante vitorioso e só quem ganha é o Paysandu”.

Com a chegada de Itamar Schulle, Diego espera um time competitivo na temporada de 2021. “Ainda pouco conversei com jogador que trabalhou com ele em outra equipe. É um treinador que cobra bastante, que apoia bastante. Então ele vem para agregar para fazer um ano de 2021 bastante vitorioso, como é o currículo dele. A obrigação para o ano de 2021 é o acesso para a Serie B, mas não podemos deixar a Copa Verde de lado porque dá uma vaga para a terceira fase da Copa do Brasil”.

O próximo compromisso do Papão é diante do Manaus, pelas quartas de final da Copa Verde. Para esse jogo, o elenco bicolor estará recheado de jogadores da base. “Será um jogo difícil se tratando de quarta de final. Tivemos dois jogos difíceis na Série C e será bem disputado e quem for melhor em 180 minutos vai sair com a classificação. Eu estive lá desse lado e sei como é a pressão de subir para o profissional e pude fazer minha estreia. Sei que os meninos vão entrar e dá o melhor de mim pois vão buscar espaço e sabendo que o treinador vai tá lá”, afirma Diego.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui